Instituto da Coluna – Jundiaí e Região

Home >
7 dicas para reduzir as dores de pilotagem da moto

1 . Dores no pescoço em sua moto  

 

A pressão do vento em seu capacete, tensão e ranger os dentes enquanto você dirige podem causar dores cervicais. Essa dor vai e vem na base do pescoço, impedindo você de movê-la de um lado para o outro.

Pode ser atenuado com alguns exercícios simples de alongamento, mais calor ou creme de aquecimento contendo ibuprofeno, porque eles aumentam o fluxo sanguíneo na área e dilatam o músculo, ajudando na cicatrização.

Essa dor geralmente significa que você esteve muito rígido durante a condução. Para evitar isso no futuro, mova sua cabeça enquanto estiver andando.

 

Confira alguns exercícios para reduzir a dor no pescoço:

Mova a cabeça em direção ao ombro, de maneira suave, mas contínua. Expire ao longo do movimento e expire completamente ao terminá-lo.

Você deve observar como os músculos do pescoço se alongam e se fortalecem. É comum ouvir suas vértebras cervicais se ajustando ao longo do movimento; é um sinal inequívoco de que você está produzindo o resultado desejado. Repita este exercício várias vezes ainda.

 

2. Eu não consigo levantar meus braços acima da minha cabeça!

Se você sentir uma dor que o impeça de mover ou levantar o braço e não conseguir tirar o capacete depois de descer da moto, pode estar enfrentando uma tendinite no ombro – uma inflamação em um dos tendões.

Assim que descer da moto, resfrie algo – uma garrafa congelada ou condiga um saco de gelo. Aplique na área e a inflamação diminuirá imediatamente. Após as primeiras aplicações do frio, se melhorar, aplique calor e consulte um médico para avaliação.

Você também deve revisar a posição do guidão da sua moto. Ajustar a posição ou trocar as barras existentes por outras mais adequadas à sua altura e posição de pilotagem pode ajudar a impedir que essa dor aguda e irritante volte.

 

Exercícios para ajudar a enrijecer os braços:

 

Balance suavemente o cotovelo, apoiado na mão direita, para fortalecer o ombro. Repita no outro braço. Coloque as duas mãos para trás e alongue suavemente. Repita várias vezes. 

 

3. Dor lombar após pilotar

Você acabou de parar no caminho para casa, estacionou e percebeu que não pode descer da moto! Não se preocupe – você é um dos muitos motociclistas que sofrem de dor lombar (lombalgia).

 

Dicas para prevenir dores lombares:

• Você deve melhorar sua posição de pilotagem. Adapte sua moto à sua ergonomia, não o contrário.

• Verifique o assento da sua moto.

• Verifique a suspensão e ajuste-a às suas condições de condução.

• Faça pausas regulares da moto.

• Preste atenção especial ao vento frio; impeça que alcance a parte inferior das costas.

• Alongue-se suavemente enquanto segura o punho esquerdo do guidão com a mão esquerda e com a direita no banco traseiro (voltado para a direita), depois faça o contrário (voltado para a esquerda); repita várias vezes. Este é um exercício bastante relaxante para a região lombar. 

4. Dor aguda na parte superior das costas ou ombros

Se você sentir uma dor aguda na parte superior das costas e nas escápulas, você está enfrentando uma contratura em trapézio.

Se a dor apenas começou, aplique gelo nas primeiras horas, aplicando calor em seguida. Faça assim, não o contrário. Se houver inflamação e a dor não passar, procure um bom médico.

 

Dicas para reduzir a dor nas costas:

• Compre um capacete leve e protetor, com boa aerodinâmica e sem muitas entradas de ar.

• Se você tiver um para-brisa e ele estiver produzindo turbulência durante a condução, experimente uma tela mais baixa ou mais alta, ou mesmo andando sem ela.

• Tente não manter a posição na moto por muito tempo – vire a cabeça de vez em quando e deixe os ombros descansar um pouco.

• Se você já teve contraturas no passado, faça alguns exercícios. Uma contratura não recuperada adequadamente pode produzir fibrose muscular (endurecimento das fibras nos músculos) de difícil cura.

• O estresse é um problema, pois produz resíduos metabólicos dentro de nossos músculos, desacelerando seus movimentos. Dê um passeio na sua moto, vai ajudar a relaxar! MOTO DIMINUI O STRESS!

• Carregar uma mochila pode ser a raiz do problema e piorá-lo.

• Chuveiros de água morna e banhos quentes aliviarão os sintomas imediatamente.

• Se você já tem o problema, seu médico pode aconselhá-lo sobre o uso de relaxantes musculares e recomendar reabilitação fisioterápica.

• Alongue a nuca com as mãos, abra bem os braços e balance-os suavemente. Repita o exercício várias vezes. 

 

 5. Dormência ou dor nas pernas

Tenha cuidado se notar que a dor lombar (lombalgia) mencionada antes está descendo pela perna (esquerda ou direita), seja pela frente ou por trás.

Se houver uma dor que o impede de se mover, bem como uma dormência na perna, você está enfrentando ciática (neuralgia ao longo do nervo ciático). É uma dor vaga e constante que o incomodará mais se você estiver parado ou em pé.

Se você pilotou por muitos quilômetros, sua posição era rígida e você teve que lutar contra o vento, sua região lombar será afetada.

 

Dicas para reduzir dormência ou dor nas pernas:

• Coloque-se nas mãos de um bom profissional e siga seus conselhos.

• Dependendo do grau de dor e falta de força, o descanso pode ser obrigatório.

• Se a dor o impedir de suas atividades diárias normais, você provavelmente terá que recorrer a uma consulta médica.

• Estique suavemente o pé para cima; repita o movimento com a outra perna até sentir que o nervo ciático está relaxando um pouco. 

 

6. Prevenir dormência em suas mãos e dedos ao pilotar

A pressão constante nos punhos no guidão, bem como nas alavancas da embreagem e do freio, são nossos inimigos. Muitos fabricantes abordaram esse problema desenvolvendo embreagens e freios mais leves.

• Relaxe enquanto pilota e faça correções na sua postura de vez em quando; tente não se apoiar excessivamente nas manoplas.

 

Dicas para reduzir as mãos dormentes:

• Não ande com os braços muito altos ou muito esticados.

• Verifique o ângulo do guidão e ajuste-o de acordo com o seu estilo e necessidades.

• Preste atenção à pressão excessiva em suas luvas: ela pode interferir na irrigação dos nervos de suas mãos, posteriormente irritando e inflamando o nervo mediano.

• Estique os braços e cruze os dedos das duas mãos, alongue suavemente, relaxe e repita várias vezes.

 

7. Cansaço após pilotar

Cansaço depois de centenas de quilômetros?! Você não diz! Não subestime a importância disso, mesmo que pareça bastante óbvio. Um dos meus colegas – um motociclista – caiu três dias depois de uma grande viagem.

Os sintomas são: queda da pressão arterial, cansaço extremo, falta de apetite e até febre. Aqui, estamos diante de uma síndrome de cansaço pelo excesso de quilômetros.

 

Dicas para fadiga da moto:

O repouso é obrigatório, assim como uma boa hidratação. Cuidado com o álcool, não é recomendado – gostaria de enfatizar isso. O álcool causa desidratação. Ele rouba nossa água para que possa ser metabolizada, por isso não é apenas nosso inimigo quando pilota. Se ficar realmente cansado depois de uma longa pilotagem, descanse um pouco, beba sucos de frutas para se repor as vitaminas e minerais, beba água e, claro, coma mais frutas. Ao fazer isso, você poderá melhorar sua consciência e ter uma viagem mais segura.

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Iniciar conversa
1
Agende sua consulta!
Olá, visitei o site Instituto da Coluna e gostaria de mais informações.